Autenticação






Novembro 2012

Tanto mar para tão pouca marinha

Tanto mar para tão pouca marinhaAs Forças Armadas Portuguesas estão moderamente equipadas e reforçadas com uma força substancial de reservistas bem treinados. A Força Aérea detém uma capacidade de ataque adequada, mas a Marinha padece de uma frota envelhecida." É assim que o Military Balance, publicado no passado mês de Março pelo Instituto de Estudos Estratégicos Internacionais, inicia sua avaliação à capacidade militar portuguesa.

A situação não é nova, mas com a imposição das políticas de restrição orçamental, os programas de reequipamento há muito definidos para as Forças Armadas foram primeiro cativados e depois cancelados. No caso da Marinha, essa decisão implicou o congelamento, por exemplo, da construção de seis dos oito navios de patrulha oceânicos, que deveriam substituir as envelhecidas corvetas da Armada.

A limitação de meios na Marinha ganha outra relevância, se se tiver em conta o projecto de alargamento da Plataforma Continental. Significa a extensão da área de soberania marítima portuguesa dos actuais 1,7 milhões de quilómetros quadrados para os 3,8 milhões de quilómetros quadrados. Mesmo sem essa extensão Portugal já é o 11.º maior país do mundo em termos de área de águas jurisdicionais. Ler mais/Fonte: Publico.pt

 

“Os Amuletos nas Embarcações de Pesca” no Gil Eannes

“Os Amuletos nas Embarcações de Pesca” no Gil EannesAté 31 de Dezembro está patente no Navio Hospital Gil Eannes, em Viana do Castelo, a exposição “Os Amuletos nas Embarcações de Pesca”. A exposição localizada na sala de reuniões do navio museu, contempla 44 fotografias que exemplificam como os amuletos eram utilizados pelos pescadores e alguns textos sobre a história do amuleto, bem como, bibliografia relacionada com o tema e 40 exemplares de figas de madeira pertencentes a diversas embarcações de pesca. A exposição reporta-se ao trabalho de investigação desenvolvido por Alexis Passechnikoff, que em 1995, tentou saber o porquê das motoras, traineiras e arrastões ostentarem amuletos, principalmente a “figa”.

Com várias conferências proferidas como 'A Agulha de Marear no Imaginári o de Francisco e Eduardo Pinheiro, 1867 - 1978' no Museu de Peniche em 1992; 'Etnografia Marítima Portuguesa e Amuletos de Embarcações' em Montemor-o-Velho em 2004, e a participação em diversas exposições como 'A Pesca à Linha do Bacalhau' em 1987/1988, no Museu Municipal de Etnografia e História da Póvoa de Varzim; 'Faina Maior' em 1995, no Museu de Ílhavo; 'Pedaços da Epopeia dos Dóris' em 2010, no Fórum de Arte e Cultura de Espinho, Alexis Passechnikoff, belga, residente no Porto há 58 anos, é colecionador desde 1981 e investigador de etnografia marítima. A exposição que integra o percurso de visita do Navio Hospital Gil Eannes, pode ser visitada todos os dias das 9.00h às 17.30h. Ler mais/Fonte: Correio do Minho

 

Iate desenhado por Steve Jobs é inaugurado na Holanda

Iate desenhado por Steve Jobs é inaugurado na Holanda Steve Jobs queria velejar pelo mundo com sua família. Por isso, passou anos projetando um iate a sua maneira, em parceria com o designer francês Philippe Starck. Agora, pouco depois de seu aniversário de morte, o iate batizado de Venus foi finalizado e faz sua primeira aparição pública, na cidade holandesa de Aalsmeer. Com leveza incomum por ter o exterior feito de alumínio, o barco tem entre 70 e 80 metros de comprimento, terraço com hidromassagem na proa, amplas janelas e painéis especiais de vidro. O controle do painel, claro, é feito a partir de sete iMacs de 27 polegadas.

Os detalhes do design são minimalistas e suaves, caracterísitcas comuns em todas as criações do fundador da Apple. Quem leu Steve Jobs – a Biografia, já sabia da existência do iate, uma vez que o autor Walter Isaacson teve acesso aos desenhos e modelos arquitetônicos do iate. O livro traz inclusive uma passagem premonitória de Jobs, como lembrou o site The Verge. “Sei que é possível que eu vá morrer e deixar para minha esposa Laurene um barco inacabado. Mas tenho que ir em frente, caso contrário seria admitir que estou prestes a morrer”, disse ao biógrafo.

O iate Venus foi inaugurado com uma festa ocorrida no último domingo (28/10), no estaleiro De Vries, Holanda. Estiveram presentes a viúva de Jobs, Laurene, e seus filhos Reed, Erin e Eva, além de toda a equipe que trabalhou durante anos na construção da embarcação. Veja o video na nossa página do facebook.
Ler mais/Fonte: Época Negócios

 

Produtos

banner_facebook_web