Autenticação






Abril 2010

Lisboa recebe Volvo Ocean Race em 2012

Lisboa recebe Volvo Ocean Race em 2012A próxima edição da Volvo Ocean Race irá passar por Lisboa em 2012. Apesar de o anúncio oficial desta presença da prova na capital portuguesa decorrer apenas na próxima quarta-feira, numa conferência de imprensa no Padrão dos Descobrimentos, em Lisboa, o empresário João Lagos chegou já a acordo com a organização da regata de circum-navegação, com o apoio da autarquia e da administração portuária, depois de quase um ano de negociações. A escala na capital portuguesa servirá para efectuar reparações nos veleiros e para a realização de uma regata local.

Segundo a organização, as paragens para reparações serão mais curtas na próxima edição da Volvo Ocean Race, sendo habitualmente de duas a três semanas. Quanto ao percurso, e apesar de o calendário definitivo estar disponível só no final de Março, tal como na edição de 2008-09, as embarcações irão partir de Alicante, Espanha, rumo à Cidade do Cabo, na África do Sul, onde termina a primeira etapa, pelo que a escala em Lisboa só deverá decorrer mais tarde, em 2012.

Recorde-se que mais de 80 cidades demonstraram interesse em receber a Volvo Ocean Race 2011-12, para as escalas necessárias durante a prova.
Foto: Rick Tomlinson/Volvo Ocean Race

 

Veleiro construído com garrafas PET cruza Pacífico

Veleiro construído com garrafas PET cruza PacíficoO "Plastiki", um veleiro catamarã feito com garrafas PET e outros materiais reciclados, prepara-se para realizar uma viagem de mais de 20 mil quilómetros, entre S. Francisco, nos Estados Unidos, e Sidney, na Austrália, no final deste mês. Esta viagem ao longo do oceano Pacífico tem como objectivo alertar as pessoas para o problema do lixo no planeta, passando por várias regiões de importância ambiental, nomeadamente pelo depósito de plástico do Pacífico, o Great Pacific Garbage Patch, onde se acumula muito material abaixo da superfície do oceano. A embarcação, de 20 metros de comprimento, é o resultado do trabalho do ecologista David de Rothschild e é composta por um sistema de flututação com 12 mil garrafas de dois litros presas ao casco, contendo apenas 12 gramas de gelo seco.


Quanto aos mastros, estes são feitos de canos de alumínio reciclado e as velas resultam de fibras de um tipo de PET. Além disso, as cabinas foram construídas à base de plástico reciclável e são removíveis para que possam ser utilizadas como estruturas em terra. É ainda de destacar que o tecto do "Plastiki" recolhe água da chuva para que esta possa depois ser usada para os banhos, para as turbinas eólicas, para os painéis solares e para duas bicicletas ergométricas adaptadas para a realização de exercícios que geram energia a bordo.

No total sete pessoas compõem a tripulação do "Plastiki", num projecto que teve início há três anos, depois de David de Rothschild ter conhecido um relatório do programa ambiental das Nações Unidas sobre os ecossistemas e a biodiversidade em alto mar.
Foto: Exame Brasil

 

Barco ecológico prepara volta ao mundo

Barco ecológico prepara volta ao mundoO "Planet Solar", um barco movido a energia solar, irá iniciar uma volta ao mundo em Abril de 2011, sendo o primeiro barco com estas características a executar uma circum-navegação. Lançado recentemente em Kiel, na Alemanha, o "Planet Solar" é um catamarã com 30 metros de comprimento e 15 metros de largura e equipado com 470 m2 de painéis solares, projectado pelo suíço Raphaël Domjan e construído pela empresa alemã Knierim Yacht Club. Com capacidade para navegar 1000 quilómetros sem sol, este catamarã tem ainda a vantagem de necessitar apenas de três funcionários quando viaja a 15 km/h, recebendo até 200 passageiros. No entanto, na viagem do próximo ano este barco ecológico contará apenas com 50 pessoas e irá realizar algumas paragens estratégicas ao longo da linha do Equador, onde a incidência de raios solares é maior.

A volta ao mundo percorrerá 40 mil quilómetros em 140 dias e passará pelo oceano Atlântico, pelo Canal do Panamá, pelos oceanos Pacífico e Índico e pelo Canal do Suez, rumo ao mar Mediterrâneo.

Para já, durante este ano o "Planet Solar" fará um percurso na Europa que servirá como um teste para a circum-navegação.

Produtos

banner_facebook_web