Autenticação






Agosto 2013

Ciência Viva nos Faróis

Ciência Viva nos FaróisA Direcção dos Faróis da Marinha Portuguesa vai participar na Ciência Viva nos Faróis 2013.

A iniciativa, promovida pela Ciência Viva – Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica, permite assistir ao acender do farol e a descobrir a óptica, as técnicas de orientação e o mundo da navegação costeira, com os faroleiros e com os oficiais da Marinha.

O evento conta com a realização de palestras e visitas abertas ao público em geral, durante os fins-de-semana entre 15 de Julho e 15 de Setembro.

A entrada é gratuita, sendo, no entanto, necessário realizar uma inscrição prévia indicando o farol que pretende visitar, através do site www.cienciaviva.pt ou pelo telefone 808 200 20. As palestras terão início às 18h, em Julho e Agosto, e às 17h45 em Setembro.
Ler mais/Fonte: expressodooriente.com

 

Exposição "Praia do Porto Santo Praia com história"

Exposição "Praia do Porto Santo Praia com história"A Praia do Porto Santo e a história da Ilha são indissociáveis. São 9 quilómetros de um extenso e contínuo areal de areias finas e douradas que fazem da popularmente apelidada “Ilha Dourada” a sua imagem de marca e o seu grande ícone.

Segundo explicou, esta revista é um projeto comercial, destina-se ao "grande público" e pretende mostrar a Portugal queOntem como hoje, pela história e pelas vivências, a praia, com um cordão dunar sustentado por diversas espécies de plantas indígenas, e as suas águas cristalinas e amornadas, de um azul-turquesa irreproduzível, continua a ser a pedra preciosa desta ilha.

Eleita uma das “7 Maravilhas – Praias de Portugal” em 2012, na categoria de praias de dunas, a Praia do Porto Santo, recebeu o reconhecimento da sua qualidade excecional, perante todos os portugueses espalhados um pouco por todo o mundo.

Assim, para dar a conhecer algumas das memórias desta praia encantadora, talvez já esquecidas, a exposição convida-o a fazer uma viagem à praia, uma viagem no tempo, com o nome “PRAIA DO PORTO SANTO, PRAIA COM HISTÓRIA”. Esta exposição estará na Alameda Infante D. Henrique, a partir de dia 2 a 31 de Agosto de 2013.
Ler mais/Fonte: online.jornaldamadeira.pt

 

Regata RIM faz jus à tradição

Regata RIM faz jus à tradiçãoTrata-se da tradicional regata ao Porto Santo, 6.ª prova do Campeonato da Madeira de Cruzeiros, que será disputada, como habitualmente, em duas etapas: a primeira entre Santa Cruz e Porto Santo, com passagem obrigatória a sul do farol da Ponta de São Lourenço, e a segunda de regresso até ao Caniçal, num total de 65 milhas náuticas.

As inscrições decorrem até 7 de Agosto e a entrega de prémios está agendada para 29 de Agosto, na Quinta Calaça. A presidente do CNF Mafalda Freitas realçou o esforço conjunto, com a ARVM e Naval, mais os patrocínios da RIM e da ECM, para levar a competição ao mar. "É uma prova tradicional da vela madeirense que o Naval organiza há mais de 40 anos e é uma aposta conjunta destas entidades na vela. Pretendemos proporcionar bons momentos, não só desportivos como sociais, aos participantes e espectadores que estarão na praia do Porto Santo", perspectivou a Presidente do Naval.

"Com este género de eventos, pretende-se promover igualmente as excelentes condições do nosso arquipélago para a prática de desportos náuticos e contribuir para a notoriedade de ambos os destinos na época de verão." Gil Freitas, administrador da RIM Construções, deu conta do esforço feito em aliar-se a este evento desportivo. "Como empresa 100% regional e respectivo dever social, temos tentado, mesmo nesta altura em que é mais difícil haver liquidez na tesouraria, incentivar o desporto. No ano passado este patrocínio ao Naval correu muito bem, este ano estamos novamente presentes e esperamos continuar ligados a esta e a outras modalidades, que bem necessitadas estão, por muito anos.»

Sérgio Jesus não escondeu a sua satisfação pelo anúncio de "uma das mais emblemáticas do campeonato, que une as duas insularidades" e abordou o acesso à prática da vela. "A ARVM tem promovido uma série de regatas, mais 'soft', de Final de Tarde, também com o apoio dos clubes, com o interesse de cativar mais praticantes e desmistificar a ideia da prática da vela, que é tão acessível como qualquer outra modalidade. O Naval é um bom exemplo de capacidade logística que permite o acesso da população em geral. O cruzeiro é a expressão final da vela, mas os ATL’s, por exemplo, são uma boa forma de começar", explicou o Presidente da ARVM, elogiando as parcerias criadas. "Espero que haja bom vento e boa disposição, porque o resto já se conseguiu."
Ler mais/Fonte: dnoticias.pt

 

 

Produtos

banner_facebook_web