Autenticação






Dezembro 2011

Porto de Faro reforça capacidade exportadora do Algarve

Porto de Faro reforça capacidade exportadora do AlgarveA exportação de materiais de construção de elevada qualidade, produzidos no Algarve, para o arquipélago de Cabo Verde e para o Norte de África está a ser, esta semana, reforçada com as escalas de dois navios de carga no Porto de Faro.

O navio N/M Zelek Star carregou 4700 tons de cimento e 24 tons de cimento cola, com destino ao Porto do Mindelo em São Vicente - Cabo Verde. Neste final de semana, 3000 tons de cimento e 770 tons de telha lusa serão estivados nos porões do N/M Burhan Dizman II e transportados para o Porto de Tenes, na Argélia.

Desde o início do segundo semestre de 2011, os Portos do Algarve têm intensificado as relações comerciais com a bacia do mediterrâneo e com as ilhas atlânticas da macaronésia, da Madeira, Canárias e Cabo Verde, com o Porto de Faro a ganhar uma importância acrescida no contexto dos portos comerciais nacionais.
Ler mais/Fonte: cargoedicoes.pt

 

Portugal vai receber grande parte dos 4,5 mil milhões da UE para investir no Atlântico

Portugal vai receber grande parte dos 4,5 mil milhões da UE para investir no AtlânticoA comissária europeia para os assuntos Marítimos e Pescas disse esta semana que a Europa previa gastar, entre 2007 e 2014, 4,5 biliões de euros no Oceano Atlântico, a que acrescem 16 milhões de euros para energias marítimas renováveis.

«Grande parte desse valor da Comissão Europeia virá para Portugal», afirmou Maria Damanaki aos jornalistas durante a conferência do Atlântico, acrescentando «haver a perspectiva de que o montante, numa segunda fase, seja ainda mais elevado». Uma decisão a ser tomada nos próximos dias, referiu.

A responsável adiantou ainda que é fundamental para a Europa avançar com uma política de pesca responsável e sustentável e anunciou a criação de uma linha de crédito para projectos de aquacultura, disponível também para o nosso país. Maria Damanaki, salienta que estas duas medidas têm por objectivo combater a elevada taxa de importação de peixe proveniente de países como a China e Vietname, que anualmente aumentam em 10 por cento a suas produções em aquacultura.

«Sessenta a 80 por cento do peixe que consumimos é importado. É uma situação que não podemos aceitar. É necessária uma reforma para avançar em direcção a uma pesca responsável. Além disso, iremos criar uma nova linha de financiamento para impulsionar projectos de aquacultura, disponível também para Portugal», afirmou a comissária. Sobre a estratégia marítima apresentada pela Comissão Europeia para o Atlântico, Maria Damanaki adiantou que esta «vai aproveitar as especificidades do oceano e avançar com um plano concreto de acção» para «se obter um crescimento sustentável e a criação de mais emprego, muito importante nesta altura de crise».
Ler mais/Fonte: normark.pt

 

 

Glossário Náutico por Rui Salvador

Glossário Náutico por Rui SalvadorPalavras do autor: "Ao longo do meu percurso de leitor, habituei-me a pesquisar e anotar o significado de termos desconhecidos existentes num qualquer texto. O mesmo aconteceu com a leitura da obra "A Caravela Portuguesa e as Navegações Henriquinas" do Comandante de Marinha, Quirino da Fonseca e a pesquisa resultou na elaboração de um pequeno folheto que anexei à referida obra. Mas como o interesse no tema era grande, a pesquisa não se ficou pela referida obra e partiu para "Além-mar", i.e., iniciei uma procura de todos os termos relativos ao mar e à navegação marítima, nomeadamente termos referentes ao navio (sua composição e estrutura) e à navegação, de vários tipos: recreio, mercadorias, cruzeiro, militar, desportiva, etc. Entretanto nesta busca, a obra seguiu o rumo de introduzir o maior número de termos que fosse possível encontrar bibliograficamente acerca dos assuntos do mar."

"Assim, este glossário "navega pelos mares" das: Geografia; Meteorologia; Construção Naval; Pesca; Ictiologia; Direito do Mar; Ambiente; Navegação; Náutica; Aeronáutica; Astronáutica; Tecnologia Naval e Estruturas e Organizações, públicas e privadas, relativas ao mar ou à navegação. Após pesquisa efectuada no mercado editorial, verifiquei a existência de algumas obras neste âmbito, umas com referências a termos náuticos actuais (em 1990) e antigos, outras com traduções em várias línguas, mas nenhuma com o leque de temas náuticos tão vasto quanto este "Glossário Náutico", apesar de não considerar esta, uma obra completa até porque, com o constante desenvolvimento tecnológico a que o mundo assiste diariamente, seria praticamente impossível considerá-la como tal.
Estamos portanto na presença de uma obra que será sempre alvo de revisão, mas que neste momento é a mais actual. Eis o "Glossário Náutico"."
Pode adquirir na: amazon.com

 

 

Produtos

banner_facebook_web