Autenticação






Fevereiro 2012

Porto de Leixões - O melhor ano de Sempre

Porto de Leixões - O melhor ano de SempreO Norte exportador olha-se ao espelho do Porto de Leixões e recebe uma imagem muito lisonjeira. 2011, o ano zero da grande e terrível crise que ninguém sabe quando nem como acabará, foi o melhor ano de sempre daquela infraestrutura portuária. Até apetece citar o saudoso Fernando Pessa: "E esta, ein?!
No ano passado, o porto de Leixões bateu o recorde de mercadorias movimentadas (16,3 milhões de toneladas), o que representa um crescimento de 12%, o que é fantástico em ambiente de recessão.

Ainda por cima, este crescimento é virtuoso, porque é rebocado pelas exportações, que subiram 27,3%, e não pelas importações, que registaram uma progressão bastante modesta (2,7%) e são, no essencial, constituídas por matérias-primas que depois de receberem valor acrescentado nacional são reexportadas - a siderurgia importa sucata e exporta aço, a Portucel importa estilha (aparas de madeira) e exporta papel, a Galp importa petróleo e exporta gasolina e aromáticos, a Barbosa e Almeida importa casco de vidro e exporta garrafas e assim por diante.

Não importa o lado por que é analisado, o desempenho do porto é sempre positivo, com crescimentos significativos em todas as esferas de actividade: a carga geral fracionada aumentou 56% (sendo que dois terços desta progressão dizem respeito à exportação), os granéis sólidos 12% e a carga contentorizada 8%, o que permitiu ao porto estabelecer um novo máximo de 512 mil TEU (Twenty-foot Equivalent Unit, ou seja, o equivalente a um contentor de 20 pés).
Ler mais/Fonte: Dinheiro Vivo

 

Sines recebe mais um megacarrier em viagem inaugural

Sines recebe mais um megacarrier em viagem inauguralO Terminal XXI do Porto de Sines recebeu, dia 24 de Janeiro, a viagem inaugural do porta-contentores “MSC Cristina”, um gigante dos mares com capacidade para transportar 13.092 TEU.
Construído na Coreia do Sul, o navio saiu dos estaleiros em Dezembro de 2011, ficando inserido no serviço regular da MSC–Mediterranean Shipping Company que liga o Extremo Oriente à Europa, onde Sines é o primeiro porto a ser escalado.

Proveniente de Chiwan, na República Popular da China, este porta-contentores movimentou 2.881 TEU no Terminal XXI do Porto de Sines, antes de continuar a sua viagem com destino ao porto francês de Le Havre. O Terminal XXI, com as condições operacionais que oferece, é a única infraestrutura portuária nacional capaz de receber este tipo de navios. O “MSC Cristina” apesenta um comprimento de 366,4 metros, boca de 48,2 metros, exigindo um calado máximo de 15,5 metros.

Como é habitual nestas ocasiões, a Administração do Porto de Sines ofereceu uma placa comemorativa ao comandante do navio, com a referência à escala do “MSC Cristina” no Porto de Sines, na sua viagem inaugural.
Ler mais/Fonte: Porto de Sines

 

Molhe norte do porto de Aveiro prossegue a bom ritmo

Molhe norte do porto de Aveiro prossegue a bom ritmoAs obras de prolongamento do molhe norte do porto de Aveiro prosseguem a bom ritmo e a contestação ao concurso em tribunal não interrompeu o arranque dos trabalhos, confirmou José Luís Cacho à Rádio Terranova.

“É uma obra considerada prioritária para o futuro da acessibilidade marítima. Trata-se de um investimento de 26 milhões de euros nas obras de dragagem e prolongamento do molhe norte com fundos da Administração do Porto de Aveiro e fundos comunitários”, referiu o presidente do porto.

Com a obra será permitido alargar a operação do porto com navios acima dos 150 metros de comprimento até um máximo de 200 metros. José Luís Cacho confirma o avanço da obra com camiões no terreno, transporte de pedra e colocação de guindastes em São Jacinto.

“A obra já começou em Dezembro. Foi feita a consignação em Dezembro e os trabalhos estão a decorrer dentro da normalidade. O processo segue trâmites legais normais e não há nada a dizer sobre isso”, referiu o presidente do porto de Aveiro.
Ler mais/Fonte: Cargo Edições

 

Produtos

banner_facebook_web