Autenticação






Janeiro 2011

Portos nacionais recebem mais de um milhão de passageiros

Portos nacionais recebem mais de um milhão de passageirosOs portos nacionais esperam fechar o ano de 2010 com mais de 1 milhão de passageiros e cerca de 770 escalas de navios de cruzeiro. Caso as previsões se confirmem, a actividade dos cruzeiros em Portugal registará, no ano em curso, um crescimento de cerca de oito por cento ao nível das escalas e de cerca de 15 por cento, ao nível dos passageiros, o que significará novos recordes para o sector dos cruzeiros nos portos nacionais. O 6º lugar alcançado por Portugal, em 2009, enquanto destino para passageiros de cruzeiro na Europa, sai agora reforçado. Entre Janeiro e Outubro de 2010, verificou-se um crescimento de 12 por cento no número de passageiros de cruzeiro nos portos dos Açores, Porto-Leixões, Lisboa, Funchal e Portimão. De facto, até Outubro de 2010, um total de 843.458 passageiros passaram pelos portos nacionais, contra os 750.253 registados em igual período de 2009, tendo todos os portos contabilizado um maior número de passageiros face a 2009.

Este crescimento ficou a dever-se, fortemente, aos passageiros em trânsito que registaram um incremento de 19 por cento, passando de 664.771, em 2009, para 791.339, em 2010. Neste segmento, verificaram-se variações positivas em todos os portos: 56 por cento em Porto-Leixões, 53 por cento em Portimão, 22 por cento na Madeira, 13 por cento em Lisboa e 11 por cento nos Açores. No que diz respeito ao número de escalas, até Outubro de 2010, foram realizadas 617 escalas de navios de cruzeiro, contra as 571 contabilizadas em igual período de 2009. Os portos de Porto-Leixões, Portimão e Funchal foram os que registaram crescimentos no número de escalas, com 22 por cento, 50 por cento e 13 por cento, respectivamente.

De referir ainda que durante o ano de 2010, os portos nacionais recebem um total de 54 escalas inaugurais, das quais 19 em Lisboa, sete em Porto-Leixões e Açores, respectivamente, cinco em Portimão e 16 no Funchal, o que espelha a importância crescente dos nossos portos na rota dos mais recentes navios de cruzeiro.

Por forma a dinamizar o crescimento da actividade dos cruzeiros em Portugal e a reforçar o prestigio dos portos nacionais naquele que é o segmento de turismo com maior crescimento, e à semelhança do que tem vindo a acontecer em eventos internacionais, os portos de Lisboa, Porto-Leixões, Portimão e Açores integram o stand de Portugal em mais uma edição da Seatrade Med Cruise Convention, um evento bianual da indústria dos cruzeiros na zona do Mediterrâneo, que decorre de 30 de Novembro a 2 de Dezembro, em Cannes.

O porto do Funchal está representado no stand Cruises in the Atlantic Islands, em conjunto com os portos das Canárias. Os portos de Lisboa e Porto-Leixões estão, ainda, presentes no stand do projecto Cruise Atlantic Europe, com os portos de La Corunha, Bilbau, Brittany, Cork e Dover.

 

Grupo de lanchas anfíbias LARC-5

larc-5Em Fevereiro de 1983, o Corpo de Fuzileiros recebeu 15 viaturas anfíbias LARC-5 oriundas da Marinha Federal Alemã, como contrapartida da cedência da Base Aérea de Beja e autorização para a construção do Ponto de Apoio Naval de Tróia (PANTROIA) à Alemanha Ocidental. Constituíram o Grupo de Lanchas Anfíbias, sendo atribuídas à UAMA - Unidade de Apoio de Meios Aquáticos (criada a 28 de Junho de 1979 pela Portaria nº 303/79), actualmente UMD - Unidade de Meios de Desembarque (Criada pelo Decreto Regulamentar N.º 29/94 de 01 Setembro), sediada na Escola de Fuzileiros.

O projecto da LARC-5 - Lancha Anfíbia de Reabastecimento e Carga (Light Amphibiuos Resupply and Cargo), foi desenvolvido na década de 50 pela empresa norte-americana Borg Warner Corporation e fabricada (cerca de 950 exemplares) nos EUA entre 1962 e 1968 por diversas empresas norte-americanas, nomeadamente pela US Springfield Armory.

É inspirada nas viaturas anfíbias DUKM da 2.ª Guerra Mundial, mas dispondo de uma proa mais forte para aguentar as águas mais agitadas e para quebrar as ondas na zona de rebentação.

Ler mais/Fonte: barcoavista.blogspot.com

 

Galhardetes de clubes náuticos

galhardete Os Galhardetes dos Clubes Náuticos são as bandeiras que identificam o Clube a que pertence ou está associada uma determinada embarcação de recreio. Normalmente são arvorados da mesma forma que os Distintivos dos Armadores. Os Galhardetes dos Clubes, tradicionalmente têm um formato triangular. De observar que os clubes náuticos, muitas vezes, além do galhardete, têm uma bandeira rectangular para ser hasteada nas suas instalações em terra.

Os clubes náuticos dispõem, normalmente, também de outras bandeiras, tais como distintivos hierárquicos e sinais de regatas.
Ler mais/Fonte: salvador-nautico.blogspot.com

Produtos

banner_facebook_web