Autenticação






Março 2015

Alentejo Litoral 2014-2020

Alentejo Litoral 2014-2020A CIMAL – Comunidade Intermunicipal do Alentejo Litoral está a elaborar a Estratégia de Desenvolvimento Integrado de Base Territorial para o Alentejo Litoral 2014-2020. Esta Estratégia destina-se, por um lado, à preparação do próximo período de programação comunitária, mas também a dotar o território dos instrumentos necessários para a prossecução de um modelo de desenvolvimento integrado que concorra para a competitividade, emprego e coesão.

Nesse sentido, um dos pressupostos para o desenvolvimento desta Estratégia é a valorização das valências do território e a dinamização do potencial dos recursos endógenos, infraestruturais e humanos. A metodologia adotada visa o envolvimento dos atores relevantes da sub-região, procurando a elaboração de diagnóstico participado e de uma Estratégia que seja apropriada pelos principais agentes de desenvolvimento. A elaboração da Estratégia de Desenvolvimento Integrado de Base Territorial para o Alentejo Litoral 2014-2020 comporta duas etapas:

1. Elaboração da Estratégia de Desenvolvimento Territorial 2014-2020, incluindo um diagnóstico sintético e as grandes linhas estratégicas para o Alentejo Litoral. Nesta fase incluiu-se, igualmente, todo o processo de acompanhamento e negociação com as entidades regionais e da Administração Central no âmbito da preparação das estratégias NUTS II Alentejo e nacionais para o período programação comunitária 2014-2020.

2. Plano de Ação para o Desenvolvimento da Estratégia Territorial 2014-2020, incluindo a elaboração dos planos de investimento para aplicação dos fundos comunitários do próximo quadro de apoio. Transversalmente, desenvolve-se uma proposta de modelo de governação sub-regional que garanta a coerência das intervenções e que prossiga os objetivos centrais definidos pela Comissão Europeia para o período de programação 2014-2020, enquadrando-se nos novos instrumentos previstos para a gestão e aplicação de fundos de forma integrada.
Ler mais/Fonte: cimal.pt

 

O 78º aniversário da Revista de Marinha

O 78º aniversário da Revista de MarinhaTeve lugar no passado dia 4 de Fevereiro, no Clube Militar Naval, em Lisboa, a comemoração do 78º aniversário da Revista de Marinha. O seu primeiro número, recorda-se, foi publicado em 31 de Janeiro de 1937, tendo então como Director, Mauricio de Oliveira.

O evento em apreço teve início pelas 18h30 com palavras de boas-vindas proferidas pelo Cte. Miguel Picoito, Presidente da Direcção do Clube, a que se seguiu uma curta intervenção do Diretor, V/Alm Alexandre da Fonseca, que agradeceu as muitas presenças e se referiu ao ano de 2014, assinalando que a revista... seguiu em regime de navegação corrida, no inicio do ano com mar cavado, que foi amainando... . Como referido pelo seu Diretor, foram publicados os habituais seis exemplares, apenas aumentando o número de páginas das 68 para as atuais 72. O último número da revista, a RM 983, teve 1703 envios pelo correio, a que se devem somar algumas assinaturas em formato digital. A revista é também vendida em cerca de 400 bancas.

Seguiu-se a oferta ao N.R.P. CORTE REAL, na pessoa do seu Comandante, CFrag Cortes Lopes, de uma aguarela daquele navio, que serviu de capa à RM 983, numa feliz composição do pintor de arte e estimado assinante, Sr. Fernando Lemos Gomes, presente no evento. Nesta ocasião, foi tamb3282 03ém prestada uma breve homenagem ao nosso amigo e fiel colaborador, Cte. Joaquim Ferreira da Silva – a quem desejamos uma pronta e total recuperação e cuja presença, na companhia de seus filhos, muito apreciámos - através da oferta de um objeto decorativo – um astrolábio náutico, cortesia da firma Nautique - em agradecimento pela sua estimável colaboração na revista, ao longo de muitos anos!

Teve então lugar um sorteio, seguido com muita curiosidade pelos presentes, de quatro viagens de cruzeiro entre os assinantes da revista, cortesia das firmas MSC-Cruzeiros, DouroAzul, Portuscale Cruises e agência MELAIR-Cruzeiros a cujas administrações muito agradecemos. Parabéns aos premiados: a jovem assinante Inês Santos Fernandes, Cte. Pedro Proença Mendes, Dra. Raquel Sabino Pereira e Cte. João Carmo Silva, nossos estimados assinantes, respetivamente, com os números 4747, 5872, 5550 e 4295, com sinceros votos de viagens tranquilas e repousantes !

Por fim, teve lugar a entrega do prémio literário “Revista de Marinha 2014” ao autor do melhor artigo original publicado na revista no ano passado. O Presidente do Júri, Alm. António Balcão Reis, referiu-se aos trabalhos de seleção, dificultados pela grande qualidade da maioria dos artigos, tendo na ocasião palavras de muito apreço para os nossos colaboradores. Informou que o Júri deliberou atribuir o prémio ao artigo “O Shipping, o Ambiente e a Poluição Atmosférica da Costa Portuguesa”, de que foi autor o Engº Jorge Antunes, e ainda uma menção honrosa ao texto “A Rota do Ártico”, do Sr. Dieter Dellinger. O prémio consistiu num objeto decorativo de pendor náutico, cortesia também da firma Nautique, sendo a me3282 01nção honrosa agraciada com um exemplar do livro “Fábrica das Naus”, editado pela Academia de Marinha; as entregas destes prémios foram saudadas pela assistência com calorosas salvas de palmas.

A comemoração terminou com um bem servido cocktail, cujo catering foi responsabilidade dos serviços do CMN, a quem agradecemos, e que permitiu uma agradável confraternização a um grupo de cerca de 75 convidados.
Ler mais/Fonte: revistademarinha.com

 

Símbolos Cósmicos: o Mar

Símbolos Cósmicos: o MarEntre 5 de março e 26 de abril, o Museu Dr. Joaquim Manso tem patente ao público “Símbolos Cósmicos: o Mar”, inserida na exposição “A Realidade do Imaginário”, que assinala os 30 anos do Centro Português de Serigrafia.

A exposição “A Realidade do Imaginário”, que assinala os 30 anos do Centro Português de Serigrafia, inaugura às 18h30 de 5 de março, simultaneamente em seis museus nacionais e num mosteiro emblemático da região Centro do país, com uma seleção das suas edições, num total de cerca de duzentas obras de igual número de artistas.

Associam-se a esta celebração, para além do Museu Dr. Joaquim Manso, na Nazaré, os Museus de Aveiro e Guarda, Museu Francisco Tavares Proença Júnior de Castelo Branco, Museus José Malhoa e da Cerâmica nas Caldas da Rainha, e o Mosteiro de Santa Clara-a-Velha em Coimbra, numa iniciativa da Direção Regional de Cultura do Centro e do Centro Português de Serigrafia (CPS).

A exposição, comissariada por Maria João Fernandes (A.I.C.A., Associação Internacional de Críticos de Arte) e com direção artística de Alexandra Silvano, desenvolve em diversos núcleos, tematicamente, os motivos e os símbolos dos grandes Regimes Diurno e Noturno da Imagem, tal como são abordados pelo grande ensaísta e antropólogo francês Gilbert Durand. O Museu Dr. Joaquim Manso, na Nazaré, recebe um conjunto alusivo ao mar, “Símbolos Cósmicos: o Mar”, enquanto alguns dos mais belos livros e álbuns de arte editados pelo CPS se espalham pelos vários espaços.
Ler mais/Fonte: nauticapress.com

 

 

Produtos

banner_facebook_web